sexta-feira, 13 de abril de 2012

Semana louca do Nirvana

Esse mês de abril foi movimentado no que tange a assuntos relacionados ao Nirvana. Primeiro surge a notícia de que, segundo Courtney Love, Dave Grohl teria passado a mão e tentado transar com a filha dela (Frances Cobain). E que Grohl seria obcecado por Kurt e por isso teria escolhido um baterista parecido com Kurt para tocar no Foo Fighters.


A própria Frances publicou uma resposta no Twitter: "Enquanto mantenho silêncio sobre os escândalos da minha mãe biológica, seu mais recente surto foi de extremo mau gosto. Nunca fui abordada por Dave Grohl dessa maneira. Estou em um relacionamento monogâmico e muito feliz. O Twitter deveria banir minha mãe". Dave Grohl se limitou a dizer - também pelo Twitter - que "Infelizmente, Courtney está fazendo mais um daqueles discursos cheios de ódio pelo Twitter. Essa novas acusações são perturbadoras, ofensivas e absolutamente mentirosas".



Mas a informação legal da semana veio de Eric Erlandson, ex-guitarrista da banda Hole, durante uma entrevista. Segundo ele, Kurt estava planejando lançar um disco equivalente ao Álbum Branco dos Beatles: intimista, com convidados, covers e não necessariamente com a presença de Krist e Dave. Por ter se tornado amigo de Kurt devido ao casamento deste com Courtney, Eric afirma ter ouvido o novo material tocado pelo próprio Kurt:


"Era isso que ele buscava, um álbum solo mas com várias pessoas diferentes. Eu fiquei muito animado com algumas músicas que ele me mostrou. Eu tive a chance de vê-lo tocar algumas delas na minha frente. Foi por isso que que fiquei tão triste [com a morte de Cobain]. Eu me senti tipo, 'Cara, você não só interrompeu a sua vida, como também uma mensagem para o mundo, e nos deixou com coisas como [a banda de pós-grunge] Bush e todas essas coisas. Quem sabe onde a música dele teria chegado. Há um cover... Não vou dizer qual. Não sou dono das gravações. Mas espero que elas sejam lançadas para os fãs algum dia. É de cortar o coração. Eu ouvi conversas sobre lançarem algumas coisas acústicas [de Kurt], que seriam ainda mais intimistas que as lançadas no box set [With The Lights Out]. Imagina só. Eu gostaria que alguém fizesse isso. Acho que os fãs dele ficariam muito felizes. Se ninguém nunca mais ouvir essas músicas, a não ser por três pessoas no mundo todo, então... Assim será"


Bacana.!


Fonte da notícia: Vírgula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário