sábado, 31 de agosto de 2013

Fotos tiradas na região radiotiva de Fukishima

Impossível não lembrar do que um desastre radioativo é capaz sem falar de Chernobil ou mesmo Hiroshima. O espalhamento radioativo obriga populações a se moverem e cria um espaço urbano desértico. A cara de um filme de terror. Nessa onda, o fotógrafo francês Carlos Ayesta clicou um set de fotos tiradas justamente em Fukushima, bem na região proibida por conta dos níveis de radiação. O que a gente vê, nessas fotos exibidas abaixo é um misto de terror e criatividade. #tenso.


 















Interessante, não? Se você viajou na maionese, a ideia do fotógrafo foi justamente mostrar as coisas "embrulhadas", protegidas dentro desse mar de radiação. Por isso a gente vê o peixe-bolha, o homem-bolha. Como todos os itens deixados lá não podem mais ser recuperados, ele criou cenas interessantes, como naquela onde ele passou plástico-filme em volta de um New Beetle amarelo abandonado.


Vi no Visual News.  Gostou? No Fubiz tem mais fotos.

3 comentários:

  1. Tenho medo que a radiação de fukushima transforme os japoneses em seres estranhos, Opa, tarde demais.

    ResponderExcluir
  2. Excellent site I have bookmarked your site..

    ResponderExcluir